Resenha: A Cidade do Sol – Khaled Hosseini

barrinha-divisoria-16

A_CIDADE_DO_SOL_1371756594B

A Cidade do Sol

Autor: Khaled Hosseini
Editora: Nova Fronteira
Gênero: Literatura Estrangeira
Páginas: 368
Pontuação: 🌺 🌺 🌺 🌺 🌺
Sinopse: “Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: “Você pode ser tudo o que quiser.” Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do “todo humano”, somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.”

A Cidade do Sol, conta a vida de duas mulheres aparentemente muito diferentes que se cruzam, graças à imprevisibilidade da guerra que se abate sobre o Afeganistão . Mariam tem 33 anos, cresceu tendo que lidar com a rejeição do pai e com as verdades duras e cruéis ditas por sua mãe. Órfã aos 15 anos, ela é obrigada a se casar com um viúvo amargurado, que ao perceber sua inferlitilidade começou a que hostilizá-la.
Depois conhecemos Laila, uma menina que nasceu e cresceu em Cabul, criada para ser uma mulher vitoriosa, vê seus sonhos ruírem junto com as lutas no Afeganistão. E são estas lutas no país que levam Laila até a casa de Mariam. As duas sofrem e lutam juntas,por conta de seu marido, Rashid.

Mas como é característico de Khaled, não se pode esperar apenas finais felizes. É com as realidades duras e penosas daquele país que o autor constrói um relato doloroso e envolvente.
Vale muito a pena ler A Cidade do Sol, acredito que este livro mereça todas as atenção possíveis por trazer a tona as barbaridades que ocorrem em países que submetem as suas mulheres a tamanhas atrocidades.
🌺
“Só há uma coisa na vida que precisamos aprender, e ninguém ensina isso nas escolas. A capacidade de suportar.”
barrinha-divisoria-16
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s